Media

RECICLA: Joana Guerra Tadeu – “A reciclagem é o único futuro que as coisas podem ter”

Qual o primeiro conselho que costuma dar às pessoas que procuram tornar os seus projetos mais amigos do ambiente?
O primeiro conselho é não medir o lucro pelas vendas. Arranjar maneira de não ser o número de vendas que defina o sucesso, mas, sim, o número de utilizações. Isto é, criar produtos como serviços, porque, se o foco continuar a ser o crescimento através das vendas, nós vamos continuar a exigir mais recursos, vamos continuar a aumentar a quantidade de recursos que estamos a pedir ao planeta para produzir e isso nunca será sustentável. Por outro lado, sugiro tentar focar o desenvolvimento e a inovação dos produtos utilizando matérias-primas que de outra forma seriam desperdiçadas por outras indústrias. Há outra linha guia, que para mim é a mais importante, mas não é a primeira que eu dou, e que tem a ver com a questão do impacto social. É preciso lembrar que não há sustentabilidade ambiental sem sustentabilidade social e económica e, portanto, não vale a pena investir num negócio que não vai conseguir cuidar das pessoas que afeta.

Lê aqui >

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *